Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]






Explosão Promocional - Promoções em crescimento

De acordo com um estudo da Marktest, as comunicações em folhetos e respectivas promoções estão em grande crescimento, bem como o seu impacto nas redes sociais.

Desde o 1º Maio de 2012 com a mega campanha nas lojas Pingo Doce, temos verificado uma alteração significativa nas campanhas promocionais realizadas pelas insígnias, sendo que a partir desse momento, as insígnias passaram a comunicar mais em folhetos e com promoções mais agressivas, onde imperam promoções directas de 50%.

No presente artigo iremos avaliar a evolução das comunicações em folhetos e respectivas promoções nos últimos anos, através do estudo e-Foliotrack, bem com o impacto que estas têm tido nas redes sociais, com dados de Social Media Explorer.

promoções

Analisando a evolução do número de folhetos nas principais insígnias do retalho alimentar, podemos observar que ocorreu um aumento significativo do número absoluto de folhetos em 2013. Em consequência, também o número de produtos comunicados regista um crescimento. No entanto, é de salientar que este aumento começou em 2012.

A insígnia que mais contribuiu para esta alteração foi o Pingo Doce que em 2012 publica 149 folhetos, enquanto no ano anterior apenas tinha comunicado 18. Curiosamente, é neste mesmo ano que o Continente regista o seu menor número de folhetos tendo como base os anos entre 2010 e 2013.

Se nos focarmos no primeiro quadrimestre de 2010 a 2014, é no presente ano que detectamos o maior número de folhetos em todas as insígnias com excepção da Auchan.

Muito para além das simples comunicações em folheto, o que é notório são as publicações com indicação de descontos e campanhas específicas, pelo que, é importante analisarmos a evolução do número de artigos em folhetos com promoções associadas.

promoçoes folhetos

À semelhança do que se verificou no gráfico anterior, também as promoções apresentam um aumento a partir de 2012, com especial destaque em 2013, onde se registam o dobro das promoções face ao ano transacto. Neste sentido, podemos afirmar que cerca de 54% das inserções em 2013 apresentaram uma promoção associada.

No que se refere ao primeiro quadrimestre deste ano, foram registadas 35768 promoções, o que significa que apenas em quatro meses já foram comunicadas mais de metade do número de skus promocionais, face a 2013.

promoçoes

Ao verificarmos quais as promoções mais comunicadas, constatamos que são os descontos directos que apresentam um maior número face às promoções em cartão. Este facto deve-se sobretudo ao consumidor dos tempos de hoje estar mais sensível a este tipo de promoções, optando por uma poupança imediata sempre que possível.

Considerando o ano de 2012 como o grande impulsionador da era promocional, podemos afirmar que os descontos directos têm um peso de 50% e as promoções em cartão de 47%, sendo os restantes 3% associados a concursos. Já em 2013, esta situação altera-se significativamente, passando as promoções directas a representarem 67%, enquanto os descontos em cartão apenas 32%.

Poderão consultar o artigo completo da marktest aqui.

 

Conclusões que podemos tirar daqui:

As promoções vieram para ficar e estão em pleno crescimento. Perante este estudo podemos constatar que o numero de folhetos será cada vez maior, assim como, cada folheto conterá cada vez mais produtos em promoção.

Quanto aos tipos de descontos associados aos produtos, os descontos directos estão a surgir em maior número face aos descontos em cartão o que nos leva a crer, que estes últimos tenham tendência a diminuir, o que é uma pena na minha opinião, visto que é com descontos em cartão que conseguimos, por vezes, descontos de 100% ou superiores.

Compreende-se que o público em geral se afaste dos descontos em cartão por implicar um investimento inicial mas, com uma gestão inteligente do dinheiro acumulado no cartão, conseguem-se fazer boas poupanças. Não estou com isto a incentivar ao consumismo ou à acumulação de dinheiro em cartão "só porque sim" pois, o truque está em ter dinheiro em cartão mas depois, geri-lo como se de notas e moedas se tratasse sem desperdiçar um único cêntimo. Concordam?

Mesmo assim, e embora não seja referido neste artigo, estão a surgir promoções de artigos que acumulam os dois tipos de descontos e desta forma acabam por agradar a "gregos e a troianos". Para uns trata-se de um "engano" e para outros de "estratégia", seja como for, o que interessa é poupar!

Boas BricoPoupanças!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:46


Artigos Relacionados:

Subscreve e Receba actualizações por email:

BricoPoupar | Política de Privacidade |
| Google+ | Facebook | Sapo Blogs |


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor










rodape

Subscreve e Receba actualizações por email:

BricoPoupar | Política de Privacidade |
| Google+ | Facebook | Sapo Blogs |